Menu de Cima

Vírus paralisa fabricação de chips do iPhone

Um vírus paralisou várias fábricas da TSMC (Taiwan Semiconductor Manufacturing Co.), em tese a única fabricante do processador principal do iPhone. Isso aconteceu  na noite de sexta-feira, e até onde se sabe é um dos piores problemas já enfrentados pela empresa. A TSMC admitiu que várias de suas ferramentas de fabricação foram infectadas, mas num comunicado publicado ontem afirmou que até as 14h perto de 80% da linha de produção haviam sido restabelecidos. A TSMC é a maior fabricante de chips do mundo, elaborando os “wafers”, ou seja, os discos de silício com os chips impressos, prontos para corte e packaging.

Embora o problema tenha sido identificado, várias de suas fábricas ficaram paradas pelo menos até ontem, domingo. O vírus não foi introduzido por um hacker, acrescentou a empresa no comunicado. O surto de vírus ocorreu devido a uma “operação incorreta durante o processo de instalação do software para uma nova ferramenta, que fez com que um vírus se espalhasse assim que a ferramenta foi conectada à rede de computadores da empresa”. A integridade dos dados e informações confidenciais não foram comprometidas, segundo a companhia, que naturalmente tomou medidas para mitigar a falha e reforçar as medidas de segurança.

A TSMC estima que o impacto na receita do terceiro trimestre seja de três por cento, o que representará 1% de impacto também na margem bruta do exercício financeiro atual. “A Companhia está confiante de que os embarques atrasados ​​no terceiro trimestre serão recuperados no quarto trimestre de 2018, e mantém sua previsão de alta de receita de um dígito para 2018 em dólares americanos em 19 de julho de 2018”, disse a empresa no comunicado.

A maioria dos clientes da TSMC foi notificada do evento e a Empresa está trabalhando em estreita colaboração com os clientes em sua programação de entrega de bolachas. Os detalhes serão comunicados com cada cliente individualmente nos próximos dias.

48Shares