Segurança vira matéria nas escolas australianas

A Academia Australiana de Computação, um departamento da Universidade de Sydney, anunciou hoje o lançamento do Schools Cyber Security Challenges (Desafios Escolares de Cibersegurança), um programa nacional para ensinar segurança cibernética básica aos alunos da 7a à 10a série. É a primeira vez que isso acontece pelo menos na Austrália. O evento foi oficialmente lançado pelo Ministro da Indústria, Ciência e Tecnologia, Hon Karen Andrews, com um pronunciamento em vídeo.

O programa Cyber Challenges será ministrado em conjunto com o currículo compulsório de Tecnologias Digitais e visa reduzir a crescente lacuna de conscientização e habilidades de segurança cibernética entre os estudantes australianos. O programa, que será executado pela ACA, consiste de quatro Desafios Interativos especialmente projetados, o primeiro dos quais foi revelado hoje. Esse Desafio nº 1 apresenta aos alunos os fundamentos da segurança cibernética e agora é acessível a professores e escolas de todo o país.

O programa é a primeira parceria intersetorial desse tipo na Austrália, com a ACA liderando um consórcio do qual participam a AustCyber (Rede Australiana de Crescimento da Segurança Cibernética), ANZ, Commonwealth Bank (CBA), Banco Nacional da Austrália (NAB), Westpac e BT (British Telecom). Esses parceiros agregaram ao programa experiência e conhecimento em segurança cibernética da vida real. Os Desafios foram desenvolvidos e projetados com a contribuição dos especialistas em segurança desses parceiros.

A parceria enfatiza a necessidade crítica das escolas, do governo e do setor empresarial da Austrália de abordarem a falta de especialistas em cyber, ao mesmo tempo em que promove uma cultura de segurança cibernética de longo prazo no sistema educacional australiano e na futura força de trabalho. De acordo com o Plano de Competitividade do Setor de Segurança Cibernética da AustCyber, a Austrália precisará de mais 18.000 trabalhadores de segurança cibernética até 2026 e esse programa fornece um passo na direção certa para suprir essa lacuna.

Alunos da Escola da Catedral de St. Andrews e de outras escolas presentes no lançamento oficial tiveram a oportunidade de experimentar o programa, demonstrando como o Desafio 1 permite aos alunos pensarem do ponto de vista de um atacante. Este primeiro desafio envolve estudantes hackeando e coletando informações pessoais dos perfis de mídia social de personagens fictícios, incluindo bancos simulados, e-mails, contas de compras on-line e até mesmo mensagens de pais.
Os três desafios restantes estão programados para serem lançados ainda em 2019 e se concentrarão em: Transmissão de dados e criptografia; Segurança de redes com fio e sem fio; e segurança de aplicativos da Web. Os professores são incentivados a visitar o site Cyber Challenges e a se envolver na iniciativa.

http://aca.edu.au/cyber

435Shares

, ,

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes