Executivos e governo discutem ciberespionagem

security-leaders-2014Mais de 1.500 líderes de Segurança da Informação (SI) estarão reunidos em São Paulo, hoje dias 6 e 7 de novembro, para discutir a proteção de dados diante dos cenários de vulnerabilidades durante o Congresso Security Leaders 2013.

O tema ganhou destaque recentemente, depois da avalanche de denúncias de ciberespionagem contra o governo norte-americano. O Secretário de Planejamento e Desenvolvimento Regional do Estado de São Paulo, Julio Semeghini, abrirá o evento falando do cenário global de cibersegurança, das novas vulnerabilidades nos ambientes corporativos e o avanço desenfreado do cibercrime, que vem desafiando gestores empresariais, além de órgãos do governo. Durante sua apresentação, ele abordará ainda a questão do Marco Civil, em aprovação no Congresso Nacional.

No segundo dia do Congresso, o tema ciberespionagem volta ao palco do congresso no painel “Hackers to CSO: cibersecurity, ataques avançados e dirigidos – o que muda no novo contexto da ciberespionagem”. Entre os convidados está Coriolano A. Almeida Camargo, Presidente da Comissão de Direito Eletrônico e Crimes de Alta Tecnologia da OAB. O especialista também avaliará os prós e contras do Marco Civil.

Outros temas ligados à Segurança da Informação, como gestão de risco, governança, ciberguerra, e educação digital serão abordados em 10 painéis de debates e apresentações de cases de sucesso. Os painelistas são importantes executivos de diversas verticais de negócio como bancos, seguradoras, indústria, varejo, telecom e serviços. Os congressistas e a plateia virtual – que acompanhará o evento pela internet –  poderão interagir com os painelistas formulando perguntas sobre os mais diferentes assuntos, contribuindo com a vivência na área de Segurança da Informação.

0Shares
Ainda não há comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.