Menu de Cima

Rússia ameaça bloquear o Facebook

facebook A agência que regula as comunicações na Rússia ameaçou na última terça-feira bloquear o acesso ao Facebook dentro do país se a empresa se recusar a armazenar seus dados localmente. O aviso/ameaça foi do chefe da Agência Federal de Comunicações, Alexander Zharov, em declaração a jornalistas. O que ele disse textualmente é que o governo trabalhará para “fazer o Facebook cumprir a lei” com relação a dados pessoais, que devem ser armazenados no País. A lei, que entrou em vigor em 2015, é muito criticada por causa da possibilidade de exposição dos dados às agências russas de inteligência.

Zharov disse que o governo russo reconhece o Facebook como um “serviço único”, mas que não fará exceções e terá que bloqueá-lo no próximo ano se o Facebook não cumprir a lei.

No ano passado, a Rússia bloqueou o LinkedIn por esse motivo, depois que um tribunal decidiu que ele havia violado a lei sobre o armazenamento de dados. Como o Linkedin não fez isso, os russos só acessá-lo por meio de servidores proxys. Eles podiam acessar por meio de VPNs (virtual private networks), mas em julho o parlamento russo proibiu também o uso de VPNs, e outros serviços de proxy da Internet, citando preocupações sobre a disseminação de materiais extremistas.

A lei que obriga as empresas a armazenar dados pessoais sobre cidadãos russos na Rússia foi aplicada seletivamente desde a entrada em vigor há dois anos. Foi amplamente vista como tentativa do Kremlin de controlar a Internet. Ativistas russos da liberdade na Internet pediram às empresas tecnológicas internacionais que rejeitassem as convocações do governo para lhes dar acesso a dados pessoais, dizendo que isso prejudicaria a segurança cibernética para milhões de usuários russos.

O presidente da comissão parlamentar sobre política de comunicação e informação, Leonid Levin, disse esperar que as autoridades não bloqueiem o Facebook e que negociem com a empresa.

0Shares