Brasileiro descuida de segurança do celular

Avast Mobile SecurityA maioria dos brasileiros não adota medidas de segurança para garantir a privacidade em seus celulares. Essa é uma das conclusões da última pesquisa publicada sobre esse tema pela Avast, fabricante do sistema de segurança mais confiável do mundo para dispositivos móveis e PCs. A maioria dos usuários brasileiros de dispositivos móveis se declara preocupada com a segurança de seus dados, indica a pesquisa, mas faltam a eles as boas práticas de segurança: só 39,0% dos smartphones são bloqueados com senha, indica o estudo da Avast, desenvolvido em outubro de 2015. Na mesma pesquisa, 75,95% se declararam preocupados ou muito preocupados com a possibilidade de que alguém visse informações pessoais em seus dispositivos.

“Embora os brasileiros estejam de fato preocupados com a privacidade, há una desconexão entre essa preocupação e as medidas que tomam para proteger a si mesmos”, disse Vince Steckler, CEO da Avast. “Os usuários têm uma grande variedade de dispositivos e senhas, e quando se sentem incomodados tendem a fazer práticas não-seguras, que colocam em perigo sua privacidade”.

Em Março, pesquisadores da Avast instalaram hotspots Wi-Fi com nomes comuns junto ao estande de registro do World Mobile Congress no aeroporto de Barcelona. O World Mobile Congress é um grande evento ao qual comparecem mais de 100 mil profissionais das indústrias de tecnologia e telecomunicações. Em apenas quatro horas, mais de 2 mil usuários expuseram seus dados ao risco de serem espionados ou hackeados, conectando-se a esses hotspots. A Avast viu mais de 8 milhões de pacotes de dados, incluindo quais sites as pessoas estavam visitando, e seu tráfego ao fazerem buscas no Google, checagem de emails e uso de aplicativos como os de música e de encontros.

Numa pesquisa em 2014, a Avast descobriu que 53% dos brasileiros se conectavam a redes Wi-Fi gratuitas em áreas públicas; contudo, menos de 7% dos entrevistados disseram que utilizavam uma VPN ou um proxy para proteger seus dados. Oito em cada dez entrevistados no Brasil disseram que se conectavam a um Wi-Fi público gratuito ao menos uma vez por mês.

O que precisa ser feito

A consciência sobre as ameaças que rondam dispositivos móveis e PCs precisa ser ampliada, assim

como a de que existem soluções para a proteção contra esses riscos. A Avast Software tem feito pesquisas sobre privacidade e experimentos como criar falsos hotspots Wi-Fi para mostrar às pessoas os riscos de se conectarem a Wi-Fi públicos sem a devida proteção. Para ajudar os consumidores a resolver suas preocupações com a privacidade, a Avast dispõe de vários produtos de segurança, incluindo o Avast Free Antivirus para desktops, o aplicativo Avast Mobile Security para smartphones e tablets, que protegem as pessoas de vírus e outros ciberataques, e também o Avast SecureLine VPN, que criptografa e protege a comunicação das pessoas em redes Wi-Fi públicas.

0Shares

Powered by WordPress. Designed by Woo Themes