Menu de Cima

Brasil, campeão em ameaças a mobile

O Brasil é o país que mais sofre com ameaças a dispositivos móveis na América Latina, afirmaram pesquisadores da Kaspersky na 7ª Conferência Latinoamericana de Analistas de Segurança. Segundo eles, 31% dos brasileiros sofreram algum tipo de ataque em seu dispositivo móvel, como phishing, contaminação por malware ou ataque à privacidade do usuário. Os outros países mais atacados são México (29% dos usuários) e Colômbia (7%). A Kaspersky detectou que mais de 121 mil usuários da região tiveram seus dispositivos móveis atacados de alguma forma nos oito primeiros meses de 2017.

Nos últimos 12 meses, os pesquisadores da empresa descobriram vários golpes direcionados aos dispositivos móveis e seu público, incluindo uma campanha maliciosa que circulou pelo WhatsApp prometendo uma cafeteira Nespresso de graça. O golpe circulou pela América Latina em português e espanhol, com o objetivo de redirecionar os usuários para sites maliciosos que ofereciam serviços premium ou a instalação de aplicativos com programas de afiliados que trazem grande lucros aos criminosos virtuais. Eles também utilizaram a técnica de sMishing, na qual um SMS era enviado aos usuários com uma mensagem oferecendo alguma falsa promoção ou serviço. Algumas mensagens foram enviadas em nome de bancos, solicitando que o usuário clicasse num falso link do banco.

Neste ano, os pesquisadores já descobriram criminosos se aproveitando da ansiedade dos trabalhadores brasileiros pelo resgate do FGTS para aplicar golpes por meio de dispositivos móveis. Mais de 1 milhão de pessoas clicaram em um link malicioso usado para enganar usuários interessados em obter mais informações sobre o pagamento do valor. Para disseminar os ataques, os criminosos usaram mensagens enviadas por WhatsApp com o objetivo de distribuir trojans bancários que comprometem o roteador da vítima e assim roubam dados pessoais.

0Shares